NOTÍCIAS
03/03/2020
Mercado do arroz inicia a década em tom mais otimista

"Fatores fundamentais de oferta e demanda estão em jogo nessa esfera"A nova década começou com um tom mais otimista no mercado de arroz, com preços mais altos nos Estados Unidos e na Tailândia, segundo dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Um acordo comercial entre os Estados Unidos e a China incentiva os exportadores de arroz dos EUA. 

A Associação de Produtores de Arroz dos EUA disse em sua publicação do Rice Advocate que "os preços de referência asiáticos continuaram a subir na semana passada, com todas as origens notáveis registrando preços positivos". 

"Fatores fundamentais de oferta e demanda estão em jogo nessa esfera", afirmou US Rice, apontando a tendência de alta que surgiu. “Os estados do Golfo estão praticamente sem arroz e uma guerra virtual de licitações eclodiu entre os compradores, a fim de garantir os lotes restantes e cobrir compromissos de médio prazo. A região Delta também experimentou um aumento nos preços e, independentemente da qualidade, pode-se notar um maior volume de vendas em um futuro próximo”, completa. 

A Associação de Produtores de Arroz dos EUA também informou sobre a assinatura de um acordo comercial com a China, em 15 de janeiro, citando estimativas do USDA de que isso poderia significar que as exportações de arroz chegariam a US$ 300 milhões por ano. Um boletim informativo do governo dos EUA sobre o acordo econômico e comercial da fase um explica que, sob um protocolo fitossanitário, o acordo significará que a China é obrigada a permitir importações de instalações dos EUA dentro de 20 dias após o recebimento da última lista que mostra sua aprovação pela Saúde Animal e Vegetal Serviço de Inspeção (APHIS). 

Fonte: Agrolink

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
07/01/2020
04/05/2017