NOTÍCIAS
28/08/2017
Plantio direto: sistema melhora o solo e eleva a produtividade da soja

Propriedade registrou produtividade de cerca de 65 sacas por hectare

De acordo com estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento, a produtividade m?dia da safra de soja 2016/2017 ? de 52 sacas por hectare. Por?m, na fazenda Dois Irm?os de Navira? (MS), que pertence ? empresa Colpar Participa??es, a colheita foi bem mais farta. A propriedade registrou produtividade de cerca de 65 sacas por hectare. ?Ficamos muito satisfeitos com o resultado desta safra, tivemos uma colheita bem acima da realidade da nossa regi?o?, diz Alexandre Maschietto, agr?nomo e gerente. ?

Na fazenda de 10 mil hectares, onde tamb?m ? cultivado milho e h? integra??o Lavoura-Pecu?ria com cria??o de bovinos, o Sistema Plantio Direto (SPD) foi adotado h? pouco mais de um ano e j? h? resultados para comemorar. ?Utilizamos a braqui?ria para fazer a forragem, que ? ideal para a nossa regi?o, pois ela mant?m a ?gua no solo para os momentos de maior necessidade?, afirma Maschietto. ? De acordo com o agr?nomo, os ganhos obtidos nesta safra provam que, mesmo em uma regi?o onde tradicionalmente n?o era prop?cia para a soja, a cultura apresenta boas perspectivas com o SPD. ?Onde h? braqui?ria, boi, soja e milho, com um manejo feito de forma correta, as coisas v?o fluir e gerar mais rendimentos.

Nossos resultados t?m comprovado isso?, diz ele. ? Metas de longo prazo O agricultor Benedito H?lio Orlandi, que simpaticamente atende pelo apelido de ?Bertola?, tamb?m ? um grande defensor do SPD. No seu S?tio S?o Jo?o, de pouco mais de 200 hectares, localizado em Palmital (SP), Orlandi tem uma meta definida para 2018: produzir 100 toneladas de cana por hectare. ? Para alcan?ar este objetivo, o produtor ter? como principal ferramenta o plantio direto e explica exatamente qual ser? a sua estrat?gia.

?Vou semear duas plantas de cobertura na lavoura, o nabo forrageiro e o milheto. Ambas t?m sementes semelhantes e v?o facilitar o plantio?, diz Orlandi. ? Ap?s 75 dias do cultivo da cultura de cobertura, o agricultor explica que vai ro??-la, avaliar a compacta??o do solo e far? a an?lise laboratorial para medir as necessidades nutricionais. Ap?s essa primeira fase, ele deixar? essa cultura forrageira brotar novamente, e depois de 45 dias vai dessec?-la.

?Em outubro, terei a terra pronta para entrar com o plantio direto da soja nessa ?rea e na safra 2018/2019 volto com a cana-de-a??car, finalizando minha estrat?gia?, afirma Orlandi. ? O agricultor que tem sua rotina dividida entre sua propriedade e a vice-presid?ncia da Federa??o Brasileira de Plantio Direto e Irriga??o, do Estado de S?o Paulo, ? adepto ao sistema desde 1984. Para ele, o m?todo traz in?meros benef?cios, entre eles, a diminui??o dos custos, otimiza??o do maquin?rio, melhoria nas propriedades f?sicas, qu?micas e biol?gicas do solo e ainda a redu??o dos gases do efeito estufa. ?Esta ? a melhor pr?tica conservacionista que existe para trabalhar em sistema de produ??o principalmente em clima tropical?, diz.

Fonte: SFAGRO - Agrolink

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
07/01/2020
06/09/2017