NOTÍCIAS
26/05/2017
CNA e Apex-Brasil renovam acordo para fortalecer o Agronegócio

O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, e o presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), embaixador Roberto Jaguaribe, assinaram, nesta quarta (24), a renovação do Acordo de Cooperação Técnica entre as entidades.

Em seu discurso, o presidente da CNA lembrou que o trabalho da entidade junto à Apex-Brasil já vem de muitos anos, porém foi preciso “estreitar ainda mais” os laços desde que o “agro tornou-se o grande protagonista da balança comercial brasileira”.

João Martins citou a parceria da CNA com a Apex-Brasil na Rede Agropecuária de Comércio Exterior (InterAgro), projeto pioneiro que tem os objetivos de capacitar e sensibilizar os produtores rurais para a importância e o funcionamento do mercado internacional.

O presidente da CNA reafirmou a intenção de consolidar o InterAgro, disseminando-o em todos os Estados, e ressaltou a importância da interação com as Federações estaduais, “peças-chave para o sucesso dessa iniciativa”.

No momento em que são negociados acordos comerciais importantes, disse Martins, os escritórios da Apex-Brasil são “braços parceiros capazes de identificar barreiras, promover produtos e gerar conhecimento sobre os consumidores na ponta”.

“Estamos prontos para somar esforços na promoção das nossas exportações e, acima de tudo, na promoção da imagem de grandeza e de excelência da produção agropecuária brasileira no exterior”, afirmou o presidente da CNA ao concluir seu discurso.

Para o presidente da Apex-Brasil, Roberto Jaguaribe, a parceria com a CNA serve para estabelecer uma linha de frente de ações múltiplas e ajudar a agricultura brasileira a se posicionar cada vez mais no mercado internacional.

“Precisamos aumentar a capacidade de exportação do nosso país e superar as barreiras técnicas e tarifárias que travam o acesso ao comércio exterior”, afirmou Jaguaribe.

Ações – O plano de trabalho entre a CNA e a Apex-Brasil terá duração bianual (2017-2018) e prevê uma série de ações como a defesa da imagem do agronegócio brasileiro no exterior e o desenvolvimento de estratégias de promoção comercial e atração de investimentos.

O convênio também engloba capacitações para exportação, voltadas especificamente aos produtores e produtoras rurais, realização de estudos de inteligência comercial com foco nos produtos do agronegócio, ações de atração de investimentos para o setor e de defesa de interesses.

Assessoria de Comunicação CNA

Fonte: Exportnews

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
07/01/2020
05/05/2017