NOTÍCIAS
12/01/2021
Demanda asiática por milho pode impactar o Brasil

As ofertas de milho entregue nos portos do norte do país foram registradas em US$ 288/t

A demanda por milho vem aumentando na Ásia, com reflexos potenciais no Brasil, informou a TF Agroeconômica. “A demanda por milho está aumentando, com os importadores do Vietnã continuando a garantir volumes para embarques no primeiro trimestre e um acordo para milho de origem americana foi fechado em um nível próximo a US$ 280/t para chegada em março”, comenta. 

“No final da segunda-feira, as ofertas de milho entregue nos portos do norte do país foram registradas em US$ 288/t em Mianmar para carregamento em janeiro e US$ 264/t em fevereiro, com base na Índia. E na China, os futuros do milho em maio Dalian fecharam a CNY 2.837/t contra um fechamento de CNY 2.821/t, já que os fundos continuaram comprados em meio ao aumento da demanda doméstica”, completa. 

Nos mercados à vista, um novo aviso de vendas de exportação do USDA para 108.500 toneladas foi emitido, com a Colômbia sendo o comprador e o Golfo a provável fonte. “No entanto, essa nova demanda fez pouco para alterar os prêmios, com a primeira quinzena de fevereiro sendo oferecida a 110 c/bu sobre os futuros de março e a segunda metade do mês oferecida a 105 c/bu. Mais ao sul, o relaxamento do registro de exportação também teve efeito limitado sobre as ofertas da safra antiga, com fevereiro sendo oferecido a 145 c/bu com ofertas chegando a 125 c/bu sobre o março futuro”, indica. 

“E no Brasil, o embarque da nova safra para julho foi oferecido a 105 c/bu sobre o futuro de julho, mas muitos esperavam que isso caísse no final do dia com as ofertas na sexta-feira para o mês inteiro visto em 97 c/bu no final da sexta-feira", conclui. 

Fonte: Agrolink

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
07/01/2020