NOTÍCIAS
10/08/2020
Setor de grãos monitora risco de La Niña para safra 20/21 no Brasil, diz Datagro

A possível ocorrência do fenômeno climático La Niña e os efeitos que ele poderia gerar sobre cultivos de soja e milho da safra 2020/21 no Brasil são algumas das principais variáveis que estarão no radar de agricultores a partir de agora, disse a consultoria Datagro nesta sexta-feira.

"É importante fazer o monitoramento do La Niña, para ver se realmente terá impactos na produção", disse durante evento online o coordenador de grãos da Datagro, Flávio Roberto de França Júnior, sobre um dos únicos fatores que pode alterar as projeções da colheita recorde que se desenha para 2020/21.

Fenômeno oposto ao El Niño, o La Niña se configura quando ocorre o resfriamento das águas do Oceano Pacífico, modificando as condições climáticas de diversos países.

Segundo o especialista, anos de La Niña podem atrasar a chegada das chuvas na área central do país e levar a um veranico na região Sul ou centro-sul do Brasil.

"São fatores importantes que podem mexer não só com a soja, como no milho safrinha", alertou França Jr.

Ainda durante o evento, ele reafirmou que a produção brasileira de soja pode avançar 6% na safra 2020/21, cujo plantio começa a partir de setembro, para 131,69 milhões de toneladas.

Setor de grãos monitora risco de La Niña para safra 20/21 no Brasil, diz Datagro

Fonte: Reuters - Notícias agrícolas

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
07/01/2020