NOTÍCIAS
06/08/2020
Câmbio e exportações dando sustentação às cotações do milho

Os preços subiram desde o final de julho. A referência em Campinas-SP saiu de R$51,00 no dia 30/7 para os atuais R$53,00 por saca de 60 quilos, sem o frete. As cotações do cereal acompanharam as variações do câmbio, mas com as altas limitadas pelo avanço da colheita da segunda e maior oferta interna. O aumento nas exportações colaboram com as altas.

Em curto e médio prazos, a expectativa é de preços firmes no mercado interno e altas não estão descartadas, com a demanda mais forte (mercado interno e para exportação), a depender do câmbio. Se o dólar recuar, existe espaço para quedas pontuais nas cotações, em reais, considerando o avanço da colheita da segunda safra no país e maior disponibilidade interna.

Fonte: Scot Consultoria - Agrolink


GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
07/01/2020