NOTÍCIAS
24/06/2020
Os ganhos com adubação a lanço

Especialista alerta que técnica é indicada para solos com pouco nutriente

produtividade, pois permite uma faixa de aplicação de fertilizantes a lanço de até 36m. “Como é realizada antes mesmo da semeadura, muni o solo dos nutrientes demandados por cada cultura”, explica Reinaldo Damasio, coordenador de assistência técnica da MP Agro.

Para decidir o momento de fazer a adubação a lanço o produtor deve compreender as variabilidades do solo utilizando, por exemplo, a análise de solo e orientação de um profissional. Assim é possível detectar quais nutrientes estão faltando e ainda ter maior eficiência na aplicação de fertilizantes, principalmente na adubação a lanço, como por exemplo na suplementação do potássio para o cultivo da soja. 

“Em solos arenosos, por exemplo, com baixa CTC (troca de cátions), para se evitar a lixiviação, um processo erosivo ocasionado a partir da lavagem da camada superficial do solo pelo escoamento das águas, indica-se fazer a adubação na semeadura ou em pré semeadura, e ainda em cobertura, 30 a 40 dias após a semeadura, tanto para cultivares de ciclo mais precoce como para mais tardio”, detalha Damásio.

Fonte: Agrolink

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
07/01/2020
22/06/2017