NOTÍCIAS
07/05/2020
Monitoramento mostra o impacto climático nos cultivos de verão
As lavouras de milho segunda safra sofreram com as poucas chuvas e altas temperaturas no último mês na região Centro-Sul, principalmente nos estados do Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná. As ocorrências impactam ainda mais as que se encontram em estado reprodutivo. A análise é do Boletim de Monitoramento dos Cultivos de Verão, um estudo agrometeorológico e espectral realizado mensalmente pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Além da influência do clima na agricultura, o boletim traz também dados das precipitações, umidade de solo, temperatura e outras informações meteorológicas relacionadas ao solo e às condições do clima que influenciam nas lavouras. Nesta edição, o monitoramento traz detalhes sobre as anomalias negativas nos mapas das principais regiões produtoras de milho safrinha e evidenciam o atraso na semeadura em relação à safra passada, associado à falta de chuvas em algumas regiões.

De acordo com as análises, o Índice de Vegetação na maioria dos estados produtores brasileiros apresenta-se abaixo da média em relação à safra anterior. No entanto, no norte de Mato Grosso, principal região produtora do país, este índice está acima da média e próximo da safra anterior.

COVID-19 – Mesmo com a crise da pandemia causada pelo coronavírus, instalada no país em março, a Conab segue realizando o monitoramento agrícola nas regiões produtoras. As análises são feitas por meio de trabalho remoto, associado ao uso das imagens de satélite.

Fonte: Agrolink
GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
07/01/2020