NOTÍCIAS
24/01/2020
Soja: Chicago cai diante da colheita no Brasil e espera por demanda chinesa

Os contratos da soja em grão com entrega em março fecharam com baixa de 4,25 centavos de dólar, a US$ 9,09 por bushel

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quinta-feira com preços mais baixos para o grão e o óleo e mais altos para o farelo. O mercado manteve a recente rotina de perdas, à espera de sinais de aumento da demanda chinesa pelo produto norte-americano após a assinatura da “fase um” do acordo entre Washington e Pequim.

A proximidade da colheita da soja no Brasil também pesou negativamente. Além disso, o feriado lunar chinês inicia nesta sexta e vai até o dia 30 de janeiro, o que deve manter a procura escassa por parte do país asiático. O alastramento do coronavírus na China completou o quadro negativo.

Os contratos da soja em grão com entrega em março fecharam com baixa de 4,25 centavos de dólar, ou 0,46%, em relação ao fechamento anterior, a US$ 9,09 por bushel. A posição maio teve cotação de US$ 9,23 por bushel, recuo de 4,25 centavos, ou 0,45%.

Nos subprodutos, a posição março do farelo fechou com alta de US$ 1,00, ou 0,33%, a US$ 298,90 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em março fecharam a 32,48 centavos de dólar, baixa de 0,54 centavo ou 1,63% na comparação com o fechamento anterior.

Fonte: Agência Safras - Canal Rural

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
07/01/2020