NOTÍCIAS
26/11/2019
Soja brasileira cai, mas China volta às compras
Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a segunda-feira (25.11) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação caindo 0,51%, para a média de R$ 90,23/saca. No acumulado do mês, porém, a alta dos preços médios da soja se situa nos 3,26%.

“A alta de 0,53% do dólar no Brasil, contrapondo-se à queda de 0,50% da cotação da soja em Chicago, suplantaram a nova ação compradora da China no mercado brasileiro, nesta segunda-feira. Assim, os preços oferecidos pelos compradores sobre rodas nos portos do sul do Brasil ou seus equivalentes em outros estados, tiveram nova queda”, explicam os analistas da T&F Consultoria Agroeconômica.

 

Já no interior o preço médio também caiu significativamente, cerca de 0,60%, para R$ 84,89/saca, contra R$ 85,40 do dia anterior. No acumulado do mês a alta dos preços médios da soja apurados pelo Cepea voltaram a recuar para 3,34% nas praças do interior do País, em relação à última cotação do mês passado.

CHINA

A China esteve novamente ativa nesta segunda-feira, comprando mais dois cargos (120.000 tons) no Brasil, para safra nova. Ainda de acordo com a T&F, a China “não compra dos EUA, mas oferece prêmios menores ao Brasil”. Já no mercado de paper em Paranaguá os prêmios continuaram altos, tendo sido negociado fevereiro a 66, março a 52, e abril a 42.

Os prêmios FOB da soja nos portos brasileiros avançaram 3 cents para fevereiro, mas, porque tinham subido muito na última sexta-feira, recuaram para todos os demais meses: 7 cents para março, 3 cents para abril, 4 cents para maio, 4 cents para junho e 2 cents para julho.

Fonte: Agrolink
GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
07/01/2020
05/05/2017