NOTÍCIAS
11/11/2019
Soja: Produtores brasileiros fazem vendas expressivas
O aumento do dólar fez com que os produtores brasileiros de soja fizeram vendas expressivas para fora do país, segundo informações divulgadas pela T&F Consultoria Agroeconômica. Nesse cenário, mercado intermediário de Paper de Paranaguá não teve reportes nesta sexta-feira.

“Rumores do mercado indicam que grandes produtores brasileiros estiveram ativos nesta sexta, realizando vendas relevantes, aproveitando a forte valorização do dólar nos últimos dias. Os volumes estimados são de 200.000 tn da safra antiga e 600.000 tn da safra nova”, indica a empresa de consultoria.

Além disso, os prêmios da soja nos portos brasileiros subiram 2 cents para fevereiro, permaneceram estáveis para março, subiram 2 cents para abril e ficaram estáveis para maio, para junho e para julho. “Os prêmios da soja brasileira CIF portos da China tiveram queda de 5 cents para fevereiro, 11 cents para março, voltaram a ser reportados para abril e para maio, caíram 11 cents para junho, 5 cents para julho”, indica.

“No porto chinês de Dalian o preço flat da soja-grão caiu para US$ 468,31/t, contra 469,57/t no dia anterior; o pellet de soja caiu para US$ 426,28/t (427,43/t). O preço do óleo de soja, recuou para US$ 905,45/t (907,89/t). Em Rotterdam, o principal porto não-China de demanda de soja e subprodutos, a  soja-grão subiu para US$ 380,30/t  (US$ 378,80/t do dia anterior) para novembro; o pellets de soja, subiu para US$ 382,00/t (380,00/t) afloat. Os preços de alguns óleos vegetais, para o primeiro mês cotado, foram: o óleo de canola, para dezembro, subiu para US$ 901,52/t (896,69/t)”, conclui.  

Fonte: Agrolink
GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
07/01/2020
<