NOTÍCIAS
30/09/2019
Multinacionais com receita de U$$ 500 bi se unem em prol da biodiversidade
Dezenove empresas, incluindo grandes multinacionais, que compartilham interesses estratégicos no setor de sustentabilidade na produção de alimentos se uniram ao Conselho Mundial de Negócios para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD) para promover mudanças no sistema de produção global.

A iniciativa, batizada de "One Planet Business for Biodiversity" (OP2B), foi lançada na Cúpula de Ação Climática da ONU em Nova York, informou, em nota, a brasileira Native - a maior exportadora mundial de açúcar orgânico -, que integra o grupo. As marcas participantes vendem produtos em mais de 120 países e têm receita total combinada de cerca de US$ 500 bilhões.

O grupo se comprometeu a agir para "desenvolver soluções inovadoras destinadas a proteger e aprimorar a biodiversidade nos sistemas agrícolas" até 2030. Entre as ações previstas estão ampliação de práticas agrícolas regenerativas para proteger a saúde do solo, desenvolvimento de portfólios de produtos para aumentar a biodiversidade cultivada e aumento da resiliência dos modelos de alimentos e agricultura, reduzindo desmatamento, aprimorando o manejo, a restauração e a proteção de ecossistemas naturais de alto valor.

Os membros da OP2B incluem o Grupo Balbo - dono da Native, Barry Callebaut, Danone, DSM, Firmenich, Google, Jacobs Douwe Egberts, Kellogg Company, Kering, Livelihoods Funds, L'Oreal, Loblaw Companies Limited, Mars, Migros Ticaret, McCain Foods, Nestlé, Symrise, Unilever e Yara.

Fonte: GloboRural

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS