NOTÍCIAS
19/09/2019
Produção da soja será desafiadora

Fatores externos estão influenciando esse patamar

A produção da soja para os produtores brasileiros no ciclo 2019/2020 deve ser desafiadora, ao menos no ponto de vista dos preços, segundo indicou o relatório divulgado pelo Rabobank nesta semana. O texto diz que o ambiente de incertezas decorrentes da indefinição da Guerra Comercial entre chineses e americanos tem gerado limitações de ganhos em Chicago.

“Isso ocorre mesmo com a perspectiva de que os EUA produzam abaixo das 100 milhões de toneladas em 2019 devido às perdas pelo clima e redução de área, o que significaria retração superior à 25% frente ao observado no ciclo anterior. O principal ponto é que, sem a demanda chinesa, os estoques americanos tendem a se manter elevados nesse próximo ciclo mesmo com a menor produção”, diz o texto.

Além disso, o Rabobank estima recuo dos patamares recordes de 29 milhões de toneladas na safra 2018/2019 para 21 milhões de toneladas ao final da 2019/2020. Nesse sentido, caso a safra sul-americana ocorra dentro da normalidade, as perspectivas são de que as cotações em Chicago se mantenham limitadas abaixo dos USD 9/bushel nos próximos meses.

“Além da pressão sobre os preços em Chicago, a indefinição da Guerra Comercial e estoques elevados na Argentina tem limitado avanços significativos nos prêmios de exportação para vencimentos próximos à colheita da safra 2019/20 no Brasil. A título de comparação, em setembro de 2018, os prêmios para março deste ano estavam próximos de USD 0,90/bushel – atualmente, têm se mantido abaixo dos USD 0,40/bushel”, finalizou o texto do relatório divulgado pela instituição internacional.

Fonte: Agrolink

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS