NOTÍCIAS
02/08/2019
Soja cai forte com anúncio de Trump contra China

Presidente dos EUA impõe mais tarifas de 10% sobre US$ 300 bi em produtos da China

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na quarta-feira (31.07) baixa de 16,25 pontos no contrato de Setembro/19, fechando em US$ 8,5275 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 16,25 e 17,00 pontos.

Os principais contratos futuros caíram forte pela segunda sessão consecutiva no mercado norte-americano de soja, com a falta de qualquer perspectiva nas negociações entre Estados Unidos e China. “Novidades negativas a respeito da relação comercial entre EUA e China afetaram os preços das commodities e, em particular, os da soja. Um novo tweet do presidente Donald Trump disparou temor no mercado”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica. 

“Nele, o presidente americano anuncia que imporá tarifas adicionais de 10% sobre o total das importações chinesas que ainda não tenham sido atingidas por elas, que entrariam em vigência a partir de setembro. Deste modo, afasta a possibilidade de um acordo que possa retomar as importações de soja por parte da China, deixando elevadíssimos os estoques americanos, que estão seis vezes maiores do que há duas safras”, projeta o analista da T&F, Luiz Pacheco.

Além da queda geral nas cotações dos grãos nas bolsas norte-americanas, também o farelo de soja de agosto recuou forte, nada menos que US$ cent 5,0/tonelada para, $ 293,2. Já o óleo de soja recuou 7 pontos, com o contrato de agosto fechando a US$ 27,68.


CLIMA

De acordo com mapas climáticos analisados pela Consultoria ARC Mercosul, chuvas intensas voltam a serem projetadas para todo o Cinturão Agrícola norte-americano entre 6 a 11 de agosto. “Totais pluviométricos entre 10-35mm deverão regar todo o estado de Illinois, Missouri, Indiana e os estados do entorno”, dizem os analistas da ARC Mercosul.

Fonte: Agrolink

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
17/01/2017