NOTÍCIAS
30/07/2019
Venda de soja dos EUA para a China é a menor em 15 anos

Reuniões estão ocorrendo para uma possível trégua

As exportações de soja dos Estados Unidos para a China caíram para o nível mais baixo desde pelo menos 2004, com a continuação da guerra comercial entre os dois países, informou a Bloomberg. Essa disputa comercial começou em meados de 2018, com as autoridades dos dois países impondo tarifas retaliatórias sobre alguns produtos de exportação, inclusive produtos agrícolas como a soja.

Nesse cenário, a China importou 614.806 toneladas de soja dos Estados Unidos em junho, elevando o total para o primeiro semestre do ano para 5,9 milhões de toneladas. Sendo assim, a Bloomberg disse que, de acordo com seus cálculos, esse foi o menor nível em 15 anos, fato que foi atrelado especificamente a essas tarifas de retaliação. 

Autoridades norte-americanas estavam se reunindo na China em 29 de julho para as primeiras negociações face a face de alto nível desde maio, disse a agência de notícias. Sendo assim, é possível que a disputa comercial dê uma trégua e esse número aumente um pouco, com os asiáticos voltando a comprar dos norte-americanos. 

Os presidentes Donald Trump e Xi Jinping concordaram com uma trégua no final de junho, e o governo chinês na semana passada teria aprovado cinco empresas para comprar alguns grãos de soja dos Estados Unidos livres de tarifas de importação retaliatórias. Anteriormente algumas tréguas já haviam sido sinalizadas, mas sem obterem sucesso, com algumas das partes sempre investindo em novas retaliações. 

A sinalização de trégua, mesmo com a possibilidade de serem apenas boatos, já elevaram as cotações, fazendo com que as bolsas operassem em suas máximas.

Fonte: Agrolink

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS