NOTÍCIAS
03/07/2019
Frio previsto para esta semana deve ser o mais intenso do ano

O mês que marca a segunda metade do ano começa com uma forte massa de ar frio, de origem polar, e atingirá Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. O fenômeno deve fazer a semana mais fria do ano – talvez a única em força e dimensão territorial nacional -- e durar até a próxima segunda-feira (8/6), de acordo com o Climatempo.

A mudança climática começa na Região Sul. A partir do dia 3 tende a se espalhar para as outras regiões, atingindo as menores temperaturas na sexta (5) e sábado (6). O frio poderá chegar a temperaturas negativas no Sul e próximas de 0°C no Sudeste e no Centro-Oeste, já na Bahia e em áreas do centro-norte de Goiás poderá chegar aos 10°C, conforme o Climatempo.

Já a Região Norte terá foco de friagem no Acre, no sul do Amazonas e em Rondônia, além disso, áreas do centro-sul do Pará e do Tocantins e o interior do Nordeste terão influência dos ventos frios, mas com menor intensidade do que nos outros estados.

De acordo com o site, essa massa de ar frio não altera a previsão de que as baixas temperaturas do inverno ficarão concentradas no mês de julho, que por conta de um El Niño fraco, o ano de 2019 não será tão rigoroso em relação às baixas temperaturas.

Chuva

Antes da frente fria atingir o ápice, muitos estados brasileiros terão chuvas, alguns locais com riscos de raios e precipitações mais fortes. Por conta do choque térmico entre o ar quente predominante no Brasil e a massa de ar frio que está chegando, terá possibilidade de grandes rajadas de vento.

A primeira semana de julho tem previsão de chuva para todos os estados da Região Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Além disso, a mudança de temperatura pode provocar alguma chuva em Rondônia, no Acre, no sul do Amazonas e na Bahia.

Geada

A geada estará presente em grande parte do Sul do Brasil, atingindo Curitiba e o norte do Paraná, além de áreas do Centro-Oeste e do Sudeste e por conta da severidade do fenômeno nessas regiões, também haverá danos para a agricultura. Há possibilidade de gear no Mato Grosso do Sul, em diversas áreas de São Paulo, em boa parte de Minas Gerais, nas áreas serranas e no sul do Rio de Janeiro, além do sul de Goiás.

Neve

Por conta da grande intensidade da massa de ar frio, é esperado que haja condições para formação de neve na Região Sul entre sexta e sábado, quando as temperaturas terão suas mínimas em torno de 0°C. De acordo com as previsões dos meteorologistas, são esperados ainda outros fenômenos, como chuva congelante, chuva de granizo, além de chuva e neve simultaneamente.

FOnte: GloboRural

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS