NOTÍCIAS
02/05/2019
Abril termina com quedas nos preços da soja
“O mês de abril de 2019 não foi bom para os vendedores de soja"

O mês de abril terminou com queda de 4,31% nos preços da soja nos portos e 3,28% no interior, segundo informou a pesquisa diária do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). De acordo com o especialista Luiz Fernando Pacheco, analista da T&F Consultoria Agroeconômica, o último mês não foi muito bom para os vendedores da oleaginosa. 

“O mês de abril de 2019 não foi bom para os vendedores de soja. Nenhuma das expectativas referentes ao acordo EUA-China foi concretizado e jogaram as cotações na Bolsa de Chicago para baixo (em média as cotações caíram 54 cents/bushel, ou 6,02%, com julho passando de $908,75 para $ 854,0), anulando a alta mensal do dólar, que foi de apenas 0,19%. Também os prêmios caíram significativamente, passando de +42 para maio no início do mês para +28 nesta terça-feira, queda de 33,34%, em Paranaguá”, escreveu ele, em seu boletin informativo diário. 

Nos últimos dias, a pesquisa diária do Cepea registrou nova queda de 0,44% nesta terça-feira, para R$ 74,36/saca sobre rodas nos portos do Sul, ou seu equivalente nos demais portos brasileiros. “No interior, os preços caíram um pouco menos, apenas 0,10%, para R$ 70,13/saca. No acumulado do mês, houve perdas de 4,31% nos preços de exportação e 3,28% nos preços pagos no interior, confirmando nossas recomendações feitas para vender enquanto as posições ainda eram lucrativas”, comenta. 

“Os principais fatos do dia foram a China ativa no mercado brasileiro de soja, comprando 7 cargos e deixando os prêmios mais firmes do que o dia anterior e o mercado de Paper em Paranaguá que negociou a +40 junho”, conclui. 

Fonte: Agrolink

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS