NOTÍCIAS
10/04/2019
USDA não ajuda e preços da soja no Brasil não reagem

Nesta quarta, tanto as cotações na Bolsa de Chicago, quanto do dólar abriram em queda. Se fecharem assim, podem derrubar os valores no país

O mercado brasileiro de soja manteve cotações estáveis, influenciado pela estabilidade na Bolsa de Chicago e com o dólar com poucas mudanças no fechamento. Segundo a consultoria Safras & Mercado, essa pouca movimentação é reflexo da falta de novidade no relatório de oferta e demanda do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O mercado esteve travado no dia, assim, com escassas negociações.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos seguiu em R$ 72,50. Na região das Missões, a cotação permaneceu em R$ 72 a saca. No porto de Rio Grande, preço estabilizou em R$ 77,50.

Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 71,50 para R$ 72. No porto de Paranaguá (PR), a saca permaneceu em R$ 77.

Em Rondonópolis (MT), a saca ficou em R$ 68. Em Dourados (MS), a cotação ficou em R$ 68,50. Em Rio Verde (GO), a saca seguiu em R$ 68.

Chicago e câmbio na terça

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a terça-feira com preços perto da estabilidade. Segundo a Safras & Mercado o mercado reagiu igual as poucas novidades do relatório do USDA. A falta de acordo entre americanos e chineses sobre um acordo comercial adicionou pressão às cotações.

O relatório de abril reduziu sua estimativa para os estoques finais americanos de soja na temporada 2018/2019. Mas a previsão para a produção foi mantida.

Com isso, os contratos da soja em grão com entrega em maio fecharam estáveis, a US$ 8,98 por bushel. A posição julho teve cotação de US$ 9,11 por bushel, também inalterada.

Nos subprodutos, a posição maio do farelo fechou com baixa de US$ 0,10 ou 0,03%, sendo negociada a US$ 309,10 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em maio fecharam a 29,04 centavos de dólar, com ganho de 0,16 centavo ou 0,55%.

O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 0,15%, negociado a R$ 3,8530 para a compra e a R$ 3,8550 para a venda. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a máxima de R$ 3,8650 e a mínima de R$ 3,8470.

Chicago e câmbio nesta quarta

Os contratos da soja em grão registram preços levemente mais baixos nas negociações em Chicago. Os contratos com vencimento em maio de 2019 operam cotados a US$ 8,97 por bushel, retração de 1,00 centavo de dólar por bushel ou 0,11%.

O dólar comercial abriu a sessão desta quarta em queda de 0,33%, negociado a R$ 3,8410 para a compra e a R$ 3,8430 para a venda. A moeda norte-americana oscilou entre a máxima de R$ 3,8460 e a mínima de R$ 3,8360.

Fonte: Canal Rural

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
17/01/2017