NOTÍCIAS
31/01/2019
Identificada nova fonte de salinidade do arroz
Uma equipe de cientistas da Universidade de Sydney, da Universidade Macquarie e do Australian Plant Phenomics Facility (APPF), todas da Austrália, identificaram uma nova fonte de tolerância à salinidade em uma espécie endêmica de arroz selvagem australiano. De acordo com esses pesquisadores, os resultados representam um grande passo em frente na busca por maior tolerância ao sal em cultivares comerciais de arroz na Ásia.

O objetivo é identificar variações nos principais genes que conferem tolerância ao sal, investigando essas populações remotas de arroz nativo. O cultivo irrigado, que fornece aproximadamente um terço do suprimento mundial de alimentos, é particularmente vulnerável ao estresse salino. Nesse cenário, milhões de hectares de regiões costeiras de alta pluviosidade no sul e no sudeste da Ásia são deixados sem cultivo ou retornam um rendimento de arroz muito baixo devido à salinidade do solo causada por mudanças nos padrões climáticos e aumento frequente dos oceanos.

Segundo Yoav Yichie, que realizou o projeto dentro de seu Prêmio de Estágio de Pós-graduação no APPF. tentativas de melhorar a tolerância ao sal do arroz asiático tiveram sucesso limitado devido à complexidade da característica e uma faixa limitada de tolerância ao sal entre as linhagens. “Acredito que a biodiversidade natural ainda é um recurso sub-explorado e sustentável que pode enriquecer a base genética das plantas cultivadas para melhorar a produtividade e a resiliência”, comenta.

Ele informou ainda que os dois exames realizados na pesquisa revelaram uma impressionante diversidade na tolerância ao sal entre os acessos de arroz silvestre australiano testados em uma série de níveis. Essa abordagem corrobora o uso da fenotipagem baseada em imagens como uma ferramenta valiosa para a triagem quantitativa da tolerância abiótica nas plantas, conclui ele.  

Fonte: Agrolink
GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
20/01/2016