NOTÍCIAS
14/01/2019
Soja ainda dá 21,24% de lucro ao produtor
"O importante é ter lucro, e não acertar o preço mais alto do ano", diz a T&F Consultoria Agroeconômica

“Preço da soja atual ainda tem 21,24% de lucro ao produtor, depois de pagas todas as contas”. A afirmação é do analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Fernando Pacheco, ao ressaltar que as recentes quedas no preço da commodity precisam ser relativizadas.


“Sabemos que o agricultor brasileiro está chateado porque os preços caíram e bastante. Desde os R$ 82,00 oferecidos no mês de maio do ano passado para maio da próxima safra (2019), até os R$ 71,00 atuais, a queda foi de 13,41%. O lucro, quando a cotação estava a R$ 82,00, era de 38,98% e caiu para 21,24%”, admite o especialista em mercado. 

Pacheco afirma, ainda, que muitos agricultores estão “soltando foguetes” porque aproveitaram aqueles preços ou preços intermediários, antes de chegar nos níveis atuais: “Bem que fizeram. Mas, o importante é que ainda há lucro, mesmo depois de pagas todas as contas e mesmo aos preços atuais, o que não é pouca coisa. E o importante, em qualquer ramo de negócio é ter lucro, não acertar o preço mais alto do ano, nem mesmo o mesmo preço do vizinho. Disciplina é tudo num mercado altamente especulativo, como o da soja”.

CLIMA

De acordo com a Consultoria AgResource, as leituras do clima trazem uma ligeira melhora dos índices pluviométricos para os próximos 10 dias, quando analisado as microrregiões do Centro e Nordeste brasileiro: “O padrão continua o mesmo, com precipitações irregulares e índices pluviométricos abaixo da média normal para o período, entretanto há a possibilidade de que algumas rodadas de chuvas entre 20-40mm sejam observadas sobre o oeste de Goiás e quase todo o Tocantins”.

“De maneira geral, os mapas continuam estagnados, sem grandes alterações na tendência meteorológica para janeiro no Brasil. Na Argentina, as precipitações se intensificaram desde os últimos dias de 2018, com o cenário perdurando até o presente momento. As previsões não trazem uma alteração deste padrão, com totais de até 120mm acumulados nos próximos 5 dias projetados para todo o médio-norte da Argentina”, concluem os analistas.

Fonte: Agrolink

GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
06/02/2017