NOTÍCIAS
21/11/2018
Demanda global por soja poderá dobrar até 2050
A nova Nota Técnica elaborada por pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) indicou que a demanda mundial por soja pode crescer duas vezes mais até o ano de 2050, chegando a 700 milhões de toneladas. De acordo com esses especialistas, o Brasil tem condições de produzir muito mais do que a atual média de menos de 3,5 toneladas por hectare para conseguir despontar como maior fornecedor da oleaginosa no mundo.

“Segundo projeções de Gasques et al (2018) a área de soja deve aumentar 12,2 milhões de hectares, atingindo 46 Mha em 2029/30. É a lavoura que mais deve expandir a área na próxima década. A produção de soja do Brasil deve atingir 158 milhões de toneladas em 2029/30, podendo chegar a 190,7 milhões de toneladas, no limite superior do modelo de projeção”, diz o texto, que foi assinado pelos pesquisadores Elisio Contini1, Décio Gazzoni, Adalberto Aragão, Mierson Mota e Renner Marra.

No entanto, a Embrapa alerta para a importância de se investir em tecnologias voltadas à tolerância à seca e à eficiência hídrica. Como exemplo, o texto cita que, entre 2004 e 2014, somente a Região Sul do Brasil registrou perdas de cerca de R$ 27 bilhões por causa de eventos de seca.

“Um dos aspectos principais a considerar é a forma pela qual ocorrerá o aumento da produção, ou seja, com maior ou menor expansão de área cultivada. Países que optarem por incentivar o aumento da produtividade, consequentemente com menor demanda de expansão da fronteira agrícola, melhorarão sensivelmente sua posição no mercado, consequentemente sendo mais competitivo”, concluem.

Fonte: Agrolink
GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
04/01/2017