NOTÍCIAS
14/11/2018
Soja: preços sobem nos portos e caem no interior
Os preços da soja no Brasil nesta terça-feira (13.11) registraram uma leve alta nos portos, mas caíram no interior. De acordo com o especialista Luiz Fernando Pacheco, analista da T&F Consultoria Agroeconômica,  esse fato se deve à necessidade de tradings de completar seus navios.

“Mesmo com a forte queda do dólar, de 1,99%, somada à queda de 0,52% de Chicago deveriam fazer os preços de exportação de soja caírem, mas, ao contrário, subiram levemente, diante da necessidade de cobertura de algumas Tradings para completar alguns navios e as perspectivas de alta, a curto prazo, por clima e política EUA-China", indica Pacheco.

Além disso, ele diz que, "no mercado interno, a atividade está muito devagar, com redução da demanda na parte de farelo e pouca demanda no óleo (não bem pouca, mas regular, sem novidades). Por isso, os preços caíram”, informa o analista.

De acordo com a pesquisa diária do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicado (Cepea), a cotação registrou alta de 0,28% nos portos, com o preço subindo para R$ 85,14/saca e reduzindo a queda mensal de novembro para 0,70%. No interior, o preço médio foi colocado em R$ 78,96/saca, 0,06% a menos que a média do dia anterior e aumentando a queda mensal para 0,29%.

Para suprir as necessidades de abastecimento, que foram causadas pela greve dos caminhoneiros, o presidente eleito Jair Bolsonaro deu uma declaração dizendo que o tabelamento do frete não se faz necessário. “É bom sempre não haver tabelamento, isso é bom, mas já começamos a estudar essa questão. Nós queremos nos antecipar a problemas”, diz Bolsonaro.

Fonte: Agrolink
GALERIA DE FOTOS
Nenhuma imagem cadastrada.
 
OUTRAS NOTÍCIAS